Dieta não é castigo, é um estilo de vida!

Quantas vezes você viu uma dieta “dar certo” com alguma amiga ou amigo e pediu para que essa pessoa te mandasse uma cópia de sua dieta? Nunca? Então você é uma exceção à regra. A maioria das pessoas acabam tentando reproduzir estratégias alimentares que foram desenvolvidas para outros indivíduos, sempre que enxergam os resultados.

Apesar de prática, essa conduta é muito perigosa. A correta avaliação e conhecimento do status nutricional, bem como a composição corporal e o equilíbrio hormonal do paciente, são fundamentais para o planejamento da melhor estratégia alimentar individual. Existe um perigo enorme nas dietas do “Dr Google”, pois o indivíduo pode submeter, inadvertidamente, seu organismo a uma série de estímulos negativos e desequilíbrios de micro e macronutrientes. Desta forma acaba ganhando doença e não saúde.

Outro fator complicador é a constante demanda por resultados a curto e médio prazo. A palavra “dieta” tem origem no latim diaeta, que vem do grego “díaita”, que significa “modo de vida”. Temos que modificar o modo de vida!! Viver com mais saúde e plenitude!! A manutenção do peso ideal vem como um “efeito colateral” quando se entende isso e se modifica a maneira de se relacionar com os alimentos.

Compartilhe: