Rompi o LCA! Quando posso operar?

Saiba o momento ideal para operar o ligamento cruzado anterior do joelho!

As lesões completas do Ligamento Cruzado Anterior (LCA) do joelho são, em sua grande maioria, tratadas com cirurgia. Uma dúvida frequente entre os pacientes é o tempo de espera até a cirurgia, pois a conduta varia muito entre os ortopedistas.

A importância do Ligamento Cruzado Anterior
Ruptura do LCA.

O LCA é o principal estabilizador em valgo do joelho e o principal restritor da anteriorização da tíbia em relação ao fêmur. Essas características fazem dele um importante estabilizador do joelho. A lesão completa do LCA provoca grande instabilidade e falseios no joelho, principalmente durante a atividade física.

Diagnóstico por imagem

Primeiramente, vamos desfazer uma confusão muito frequente em relação ao diagnóstico. Após o exame clínico do paciente, geralmente a confirmação vem com a ressonância magnética (RM). O momento da realização deste exame, já é o primeiro motivo de controvérsia. É ainda muito comum entre os ortopedistas, o conceito de que se deveria esperar a resolução do derrame articular (edema) para a indicação do exame. Essa espera não aumenta em nada a acurácia do exame, pelo contrário, quando o joelho está edemaciado, a sensibilidade da RM é aumentada. Dito isto, o exame de imagem pode, e deve, ser realizado o mais cedo possível, após a suspeita clínica da lesão.

E agora? Quando operar?

Após a confirmação diagnóstica, existe tempo de espera ideal até a cirurgia?

A resposta é não. Não existe um tempo de espera pré-determinado. O que existe é a necessidade do paciente ter o arco de movimento do joelho restabelecido, já possuir contração ativa normal do quadríceps e não estar mais na fase aguda inflamatória (período de dor e desconforto) após a lesão. Observando estes critérios clínicos, o cirurgião pode realizar a cirurgia com bastante segurança.

Compartilhe: